Pele oleosa – O que fazer a respeito?

Pele muito oleosa pode ser um problema no seu dia-a-dia? Então entenda como lidar e como se proteger deste problema de uma forma simples e super prática. Confira todas as dicas abaixo:

Pele oleosa - O que fazer a respeito?

Você certamente já deve saber que existem vários tipos de pele. Umas mais oleosas, outras menos, algumas até super ressecadas. Mas parece que a pele oleosa traz um pouco mais de incômodo para quem tem este tipo de pele. E não é pra menos, pois ela pode gerar vários problemas, um deles, a conhecida acne.

No caso dos brasileiros, há uma incidência bem maior da pele oleosa, aquela que deixa inclusive o rosto brilhando, mas isto não significa que estas pessoas que sofrem com o problema não cuidam de suas peles, muito pelo contrário, vivem sempre com o máximo de cuidado, principalmente nas partes mais sensíveis do rosto.

Assim, este material vai lhe dar mais informações sobre o problema de pele oleosa e tem por intuito principal te ajudar a lidar com o problema de uma forma mais prática e simples e também como tratar de sua pele adequadamente em todos os âmbitos. Boa leitura!

Quais os tipos de pele e o que causa a pele oleosa?

Quais os tipos de pele e o que causa a pele oleosa?

Pode não parecer, mas existem vários tipos de pele, e é muito comum imaginarmos que temos pele predominantemente seca ou pele oleosa. Mas existem outras caracterizações que diferenciam e especifica cada tipo de pele, o que facilita possíveis tratamentos e cuidados. Veja abaixo:

  • A pele seca ou ressecada: costuma repuxar e pode até escamar quando o ressecamento for de alto grau. Em casos extremos, exigem um acompanhamento dermatológico progressivo.
  • A pele mista: caracteriza-se por apresentar certa oleosidade e pontos de ressecamento, comumente encontrados nas bochechas. A concentração oleosa, neste tipo de pele, fica mais fixada na testa, no nariz e muitas vezes no queixo.
  • A pele oleosa: caracteriza-se por uma aparência brilhante, seja na testa ou até mesmo nas bochechas, e também por secreções sebáceas/acnes. Em casos extremos, podem surgir até mesmo ferimentos.
  • A pele normal: a pele normal se caracteriza principalmente por não apresentar oleosidade nem ressecamento em nenhuma parte do rosto. Seus poros não quase que invisíveis, garantindo uma textura e maciez próprios deste tipo de pele.

A principal causa da pele oleosa está caracterizada na produção de uma espécie de “sebo” produzido pelas glândulas sebáceas. No caso, esta produção excede à quantidade normal sendo responsável então pelo aparecimento de espinhas e dos conhecidos cravos. A incidência é muito maior em jovens e nas mulheres.

Toda esta oleosidade da pele depende e muito da própria genética da pessoa, hereditariedade, problemas hormonais além de possíveis causas externas como falta de higiene, o uso de produtos inadequados e, muitas vezes, prejudiciais à própria pele, uma alimentação inadequada que favoreça esta oleosidade, entre outros motivos.

Pele oleosa: como prevenir, lidar e tratar o problema

Pele oleosa: como prevenir, lidar e tratar o problema

Antes mesmo de pensar em tratar o problema, é importante saber como evitá-lo. Algumas dicas básicas e simples podem contribuir para que sua pele tenha a oleosidade o mais próximo do normal. Confira:

  • Não use sabonetes normais em sua pele. Eles possuem composições químicas que, com o uso contínuo, podem prejudicá-la. Prefira os sabonetes hidratantes que, após uma adequada limpeza de pele, podem hidratá-la adequadamente mantendo-a mais sedosa.
  • Evite o excesso de sol. Se for tomar sol, utilize um protetor adequado ao seu tipo de pele.
  • Cuide de sua alimentação. Alimentação mais gordurosa favorece o acúmulo deste sebo e, consequentemente, você terá uma pele mais oleosa.
  • Cuide da higiene de sua pele. Poluição, sol, maresia e tantos outros fatores externos podem sujar intensamente os poros de sua pele, prejudicando-a e favorecendo a pele oleosa. Use, por exemplo, um adstringente antes de dormir, pois a produção do sebo é intensificada durante a noite.

Quanto aos métodos tratativos da pele oleosa, é preciso antes de qualquer coisa que você tenha conhecimento da sua pele. Tudo bem, ela é oleosa, mas entender as possíveis causas e reações alérgicas a certos produtos, por exemplo, podem evitar problemas maiores.

A única forma de conseguir conhecer sua pele é mesmo consultando um dermatologista. Feito isso, você pode fazer uso à vontade de alguns remédios naturais e de dicas importantes que irão ajudar você a tratar do problema de pele oleosa. Anote tudo:

  • Lavando o rosto: use sabonetes adequados ao seu tipo de pele. Mesmo os hidratantes podem possuir quantidades inapropriadas de gordura, o que não será nada bom para a sua pele oleosa.
  • Esfoliação: utilize produtos naturais como o mel e o açúcar mascavo como aliados no tratamento da pele oleosa, fazendo uma esfoliação com eles de uma a duas vezes por semana.
  • O Banho: evite tomar banhos muito quentes.
  • A alimentação: uma alimentação mais saudável não é só boa para a pele oleosa, mas para o seu organismo inteiro. Assim, tente seguir uma alimentação balanceada e mais saudável. Use e abuse da água, pois ela garante uma melhor hidratação da sua pele.
  • Sabonetes: dos sabonetes, dê preferência aos líquidos e hidratantes e que não agridam sua pele, pois, mesmo com uma pele oleosa, é preciso hidratá-la sempre.

Dica Importante: Jamais utilize produtos destinados para o corpo em seu rosto, independentemente se sua pele é oleosa ou não.

É sempre bom ter cuidados com a pele, seja oleosa ou não. A anemia, por exemplo, pode causar certos problemas na pele. Ficou curioso sobre o assunto? Então clique no link abaixo e saiba mais.

Compartilhe com Facebook

shadow-ornament


Leave a Reply

Your email address will not be published.